Terça-feira, 30 de Janeiro de 2007

CONTEÚDOS PARA O TESTE

Temas :

A Sociedade e a Cultura nos inícios do séc. XX

A Depressão dos Anos 30 e as tentativas de solução
Características dos Regimes Ditatoriais


A Sociedade e a Cultura nos inícios do Século XX
1. Caracterizar os “loucos anos 20” (p.60/61)
2. Descrever as alterações no papel da mulher nesta época (p. 60)
3. Definir “cultura de massas” e os seus meios de divulgação (p. 62/63)
4. Caracterizar as principais correntes da pintura do século XX (p. 68/77)

5. Identificar as ciências e seus principais representantes (p.64/65)


A grande Crise do Capitalismo dos Anos 30 e a Ascensão das Ditaduras
6. Explicar os factores que estiveram na origem da crise bolsista de 1929 (p. 88)
7. Definir os conceitos de :
superprodução, deflação, especulação bolsista e crash (p.88)
8. Justificar a mundialização da crise nos anos 30 (p.88)
9. Mencionar as principais consequências económicas e sociais da crise (p.90)
10. Identificar as medidas sociais tomadas por Roosevelt para solucionar a crise (p. 90)
11. Conhecer os países que caíram sobre regimes ditatoriais/fascistas (p.86)
12. Relacionar a Crise dos anos 30 com a ascensão de regimes ditatoriais (p.92)

13. Identificar os princípios das doutrinas ditatoriais/fascistas (p.92)
14. Referir os instrumentos de repressão e controle das massas utilizados (p.94)

Nota:
No teu estudo recorre também aos apontamentos e fichas de trabalho fornecidas pelo professor, treinando as questões no caderno de actividades


Para mais informações sobre os regimes ditatoriais consulta as seguintes páginas na net:

 

 

http://www.brasilescola.com/historiag/regime-totalitario.htm

 

http://br.geocities.com/estudohistoria/totalitarismo.htm

publicado por nonoahistoria às 15:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2007

REGIMES DITATORIAIS

 

PRINCÍPIOS DOS REGIMES DITATORIAIS DOS ANOS 30:

* CULTO DO CHEFE, considerado o guia e salvador da Nação a quem se devia obediência cega;

* TOTALITARISMO, domínio total do Estado sobre os indivíduos, organismos e associações;

* PARTIDO ÚNICO e proibição de todas as formas de oposição, através da censura aos órgãos de informação, da polícia política e da instalação de um clima de repressão e medo;



 * NACIONALISMO e IMPERALISMO , através de apelos à grandeza do passado histórico e tentativas de de expansão além-fronteiras para criar um império;


 * MILITARISMO E CULTO DA FORÇA, através de demonstração de força militar, de paradas militares e desfiles dos "camisas negras" na Italia ou dos S.S na Alemanha;


* CORPORATIVISMO, promovendo associações entre patrões e operários, controladas pelo Estado, em substituição dos sindicatos livres;



 * CONTROLO DA JUVENTUDE em organizações apropriadas como as da juventude fascista (Itália) e nazi ( Alemanha).


PARA MAIS INFORMAÇÕES:


Consulta o site sobre o fascismo:

http://www.colegiosaofrancisco.com.br/novo/fascismo/fascismo_menu.html


publicado por nonoahistoria às 22:27
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2007

A RECUPERAÇÃO DA CRISE NOS EUA E AS DITADURAS NA EUROPA

Os EUA Recuperam da crise e a Europa defronta-se com o aumento de regimes ditatoriais nos anos 30:






No início de 1933, os EUA debatia-se com a mais dura das crises até aí conhecidas: mais de 25% da população activa encontrava-se desempregada e exigia reformas económicas e sociais profundas.

O presidente americano Franklin Roosevel (1933-45)empreendeu uma nova política de combate à crise, o New Deal , isto é "um novo acordo" ou uma "nova distribuição de rendimentos".

O seu programa consistia na reforma do sistema bancário e financeiro, na reanimação da agricultura e da indústria, no lançamento de grandes obras públicas (estradas, barragens), mas sobretudo no estabelecimento de um sistema de segurança social. De entre as medidas sociais destacam-se o estabelecimento do salário mínimo, fixação do horário semanal de trabalho em 40 horas e a atribuição de subsídios aos desempregados.

Ao melhorar as condições de vida dos trabalhadores, diminuindo a miséria e o desemprego, criou condições para aumentar a capacidade de consumo das famílias e relançar a economia. Em 1939, a economia americana encontrava-se quase recuperada.

A situação na Europa era igualmente de crise nos anos 30. As dificuldades económicas e sociais provocadas pela 1ª Guerra Mundial, agravaram-se com a crise de 1929, conduzindo ao aparecimento de regimes totalitários, tanto do tipo fascista como socialista.

Na França e na Grã-Bretanha, os partidos uniram-se para enfrentar a crise, tomando medidas sociais como forma a melhorar as condições de vida do operariado e da população em geral, como por exemplo a redução das horas de trabalho e o direito a férias remuneradas.

Na restante Europa, países como Portugal, Espanha, Alemanha ou Itália, que possuíam economias frágeis e regimes democráticos pouco seguros, viram desenvolver-se governos autoritários e repressivos.



Nos inícios dos anos 20, em Itália, Benito Mussolini, introduz o Fascismo, regime totalitário fortemente personificado na sua figura, O Duce , a quem se prestava o culto da personalidade. Mussolini tinha a ambição de engrandecer a Itália à imagem do que ela tinha sido no tempo do Império Romano.


Na Alemanha, com Adolf Hitler, o totalitarismo defendido pelo partido nazi atingiu um carácter extremista ao defender a superioridade dos alemães sobre os outros povos e promover o anti-semitismo.
publicado por nonoahistoria às 13:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 16 de Janeiro de 2007

A QUEDA DA BOLSA EM 1929 E A MUNDIALIZAÇÃO DA CRISE NOS ANOS 30



Após uma época de grande desenvolvimento económico, marcado pela facilidade do recurso ao crédito para a compra de bens materiais (carro, casa, electrodomésticos), os EUA foram atingidos, em Outubro de 1929, por uma grave crise financeira - O Crash da Bolsa de Wall Street (Nova Iorque).

Os principais factores que explicam a queda da Bolsa, foram a crise de superprodução, que provocou um desiquilíbrio entre a oferta e a procura e a especulação bolsista.
A queda da Bolsa de Nova Iorque teve um forte impacto económico e social, cirando um "ciclo vicioso": falência das empresas, subida do desemprego, quebra do poder de compra e consequente diminuição do consumo, acumulação de stocks de mercadorias e baixa acentuada dos preços (deflação).

A miséria atingiu cidades e campos, lançando no desespero vastas camadas da sociedade americana, criando um clima de tensão favorável ao desenvolvimento da criminalidade e do racismo. Uma nova multidão de pobres, cerca de 12 milhões de desempregados, ocorriam aos refeitórios populares onde esperavam receber sopa e pão.

A depressão mundializou-se nos anos 30 devido à drástica redução das importações americanas quer da Europa quer dos países e colónias europeias da África; América Latina, Ásia ou Oceânia, bem como pela retirada dos capitais norte-americanos de bancos e das empresas que tinham noutros continentes.

1. Procura definir os seguintes conceitos, recorrendo ao teu manual e dicionários:

* Crash * Superprodução * Especulação Bolsista * Depressão Económica
publicado por nonoahistoria às 22:12
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
Segunda-feira, 8 de Janeiro de 2007

A NOVA MULHER

Explica as alterações verificadas nas condições de vida da mulher e menciona as conquistas dos movimentos feministas e sufragistas.

publicado por nonoahistoria às 20:40
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

"LOUCOS ANOS 20"

Comenta a expressão "loucos anos vinte"

publicado por nonoahistoria às 20:26
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. VIAGEM DE FINALISTAS

. Portugal: do Autoritarism...

. AS SOCIEDADES OCIDENTAIS ...

. DA CECA À UNIÃO EUROPEIA

. O MUNDO SAÍDO DA GUERRA

. BOAS FÉRIAS E PÁSCOA FELI...

. O FIM DA GUERRA E SUAS CO...

. REGIMES TOTALITÁRIOS NA E...

. GUERRA CIVIL ESPANHOLA

. A ERA ESTALINISTA NA U.R....

.arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds